21.1.09

"cat in the rain"

hoje eu vi um gato na chuva
e achei que essa frase ficaria
melhor escrita noutra língua,
então pensei em outra língua
- eu e o gato, dois estranhos -
e a frase ficou mesmo bonita
- today I saw a cat in the rain.

dizem que gatos não molham,
mas aquele molhava devagar,
corpo esticado contra o peso
do mundo e ali estava o gato,
apenas manchas, olhos, fuga
e vida poética que se debatia,
contra todos os gatos, contra
aquilo que dizem sobre gatos,
que não molham e que nunca
poderiam ter a vaga coragem
de estar na chuva contra tudo.

o gato molhava e fugia e era
como eu mesmo só na chuva,
sem milagres, sem pesquisas
de como estar em cada lugar,
apenas eu e o gato, a chuva
caindo feito faca sobre a pele
- fallin' like a knife over skin.

5 comentários:

belino disse...

esse texto abaixo da foto do cara de charuto é seu?

rola musicar, heim!

abs!

douglas D. disse...

a imagem do gato
os sons da chuva
ruas que nem sei quais
ficou tudo aqui,
entranhado
(belo texto!)

Anônimo disse...

Sinto saudades da nossa birra mútua e nossas discussões sem começo, fim e meio.

Aujourd'hui j'ai vu un chat dans la pluie.

Vitor disse...

fala Leo
descobri seu blog por acaso e comecei a ler diariamente seus post's.. são muito doidos cara.. ainda sou um aprendiz e valeu pelo comentário! hehe.. sou de uma cidade chamada Pará de Minas do Estado de Minas Gerais.
Vc tem msn ai pra gente troca umas idéias? abç.

Ana Claudia Calomeni disse...

Grande Marona, o menino do tormento no olhar, por onde andarás? bjo.