18.5.07

"Infância" (Arthur Rimbaud)

*tradução de Ferreira Gullar



III

No bosque há um pássaro, cujo canto te detém e te faz corar.
Há um relógio que não soa.
Há numa fronde um ninho de bichos brancos.
Há uma catedral que desce e um lago que sobe.
Há uma pequena viatura largada no mato ou que dispara caminho abaixo enfeitada de fitas.
Há uma trupe de pequenos comediantes vestidos a caráter que se percebe na estrada através da orla do bosque.
Há enfim, quando dá fome e sede, alguém que te expulsa.

Um comentário:

dani disse...

prefiro rimbaud sem gullar.