31.3.07

"a menina que nunca beijei"

éramos amigos,
túmulos distantes,
mas próximos vivos.

a mesma voz de radialista
nos afetava quando o silêncio
nos fazia ouvir besteiras.

meus amigos são melhores
num quadro discutido,
o que talvez, por sorte
queira dizer que os amo.

todas as coisas sobre
as quais sei, minto.
e todas as coisas
sobre as quais minto
sei que minto melhor.

agora eu troquei
duas mulheres
por uma idéia
baby blue banal.

se voltei a ouvir bob dylan
uma coisa deve estar errada:
estou vivo outra vez, morte!

são parâmetros da vida
na vida que me fizeram
música quando acredito
e não acreditamos todos?

é uma escolha rasteira
que vem à nossa cabeça
quando estamos pensando
nas meninas esquecidas
que nos deixaram na porta
de nós mesmos, pelos olhos.

Um comentário:

Gi disse...

Essa é linda, Marona!!! Pena que você não vai ao casamento... seria um porre muiiiiiiito melhor! Besos.