19.11.05

"Homens Comuns"

Outro dia li em algum lugar
que Eça de Queiroz escrevia de pé.

E Errol Flynn
passava no pau creme de amendoim
antes de trepar.

E Sarah Bernhardt
amputou por conta própria
as duas pernas e disse numa carta
que esse era o dia mais feliz da sua vida.

E Mozart molhava a cabeça com água gelada
antes de começar a compor uma sonata
ou talvez fosse Beethoven.

E Chaplin já velho casou com uma guria de 13
e Poe fez mais ainda: casou com a prima de 13.

Li em algum lugar que Erik Satie
dormia profundamente
com um olho aberto
e um assistente
sempre por perto
media sua temperatura de hora em hora.

E alguém me disse, não me lembro quem nem por que diabo
que nas noites mais frias de inverno
Gertrude Stein passava horas embalando um bebê imaginário.

Soube que Stalin, mesmo depois de anos de ditadura no poder
ainda morava com a mãe numa dacha de quarto e sala no interior
e morreu ali de tanto beber
sem deixar nada
a não ser uma carta de amor
não destinada.

Emily Dickinson tinha mania de conversar com alguém
que as pessoas só conseguiam ouvir na sua imaginação.

Li que o pintor Rafael quase foi nomeado Papa
por conta de suas boas relações com a santíssima trindade
e no seu epitáfio alguém escreveu por bondade:
“Aqui jaz Rafael; enquanto viveu, a Mãe Natureza
temia ser por ele vencida; agora que está morto,
ela receia morrer também”.

Lendo sobre essas pessoas
ou ouvindo suas histórias
chego a conclusão de que
meu tesão por sovacos
não é tão estranho assim.

7 comentários:

natércia pontes disse...

voo confirrrrmado para segunda assento 23a reservado para não fumantes.
chegando vou estar ligando, senhorrrrrr.

Vexille disse...

Vejos que estás empolgado com poesia. Não me agradam muito, mas essa me divertiu.

Anônimo disse...

amei. muito.

aqui é letícia, da natércia.

Daniel disse...

Sempre ouco o mesmo cd de meditacao antes de dormir. "Vamos comecar uma jornado pelo extase..."

luiz disse...

quem quer se divertir vai pra parque de diversao.

leonardo marona disse...

não entendi essa, Luiz.

leonardo marona disse...

ah, sim, cara... entendi agora... saudades tuas... que tem feito? manda um email?