7.9.05

"Let Them Alone" ("Deixem Eles Sozinhos")


"Let Them Alone"


If God has been good enough to give you a poet
Then listen to him. But for God's sake let him alone until he is dead;
no prizes, no ceremony,
They kill the man. A poet is one who listens
To nature and his own heart; and if the noise of the world grows up
around him, and if he is tough enough,
He can shake off his enemies, but not his friends.
That is what withered Wordsworth and muffled Tennyson, and would have
killed Keats; that is what makes
Hemingway play the fool and Faulkner forget his art.

*** tradução ***

("Deixem Eles Sozinhos")

Se Deus foi bom o bastante para te dar um poeta
Então escute o poeta. Mas por Deus deixe ele sozinho até morrer;
sem prêmios, sem cerimônias,
Eles matam o homem. Um poeta é aquele que escuta
A natureza e seu próprio coração; e se o barulho do mundo cresce
em torno dele, e se ele for duro o bastante,
Ele pode se livrar dos inimigos, mas não dos amigos.
Isso foi o que definhou Wordsworth e apagou Tennyson, e poderia ter
matado Keats: é isso que faz
Hemingway bancar o babaca e Faulkner esquecer sua arte.

(poema de Robinson Jeffers,
trad. Leonardo Marona,
com ajuda do
Chambers Concise Dictionary,
de uma dose de domecq
e da chuva forte e fria).

2 comentários:

Anônimo disse...

Cool blog, I have added it to my list and will check in often!

Best Wishes,
Ken
Read Twice as Fast

luiz disse...

esse poema é foda. uma ode à criação e ao estado de espírito de um poeta.